Delegado fala sobre prisão de acusado de extelionato e extorção

Policiais Civis da 79ª Delegacia de Teotônio Vilela, coordenados pelo delegado Arthur César, prenderam nesta terça-feira (17) um homem suspeito de praticar estelionato e extorsão na cidade, identificado como Ailton Alinson, 43 anos.

Segundo o delegado, as vítimas eram pessoas que tinham dívidas com o financiamento habitacional, especialmente junto à Caixa Econômica Federal.

“Ele se apresentava a essas pessoas como sendo ‘um servo de Deus’ e que estava ali para ajudá-las a pagar a dívida com o banco”, disse o delegado.

Após ganhar a confiança, o estelionatário emprestava o dinheiro para elas quitarem a dívida com o banco. “Todavia, depois disso, ele exigia que o devedor passasse o imóvel para o nome dele, como forma de pagar o dinheiro emprestado”, acrescentou Arthur César.

O delegado explicou que o suspeito agia dessa forma para que a vítima conseguisse comprar a casa pelo menor valor possível, no Sistema de Venda Direta ao Possuidor. Depois, ele a vendia para terceiros e o morador anterior tinha que sair da casa.

Como algumas das vítimas se negavam a sair das casas, o estelionatário passava a agir de forma violenta, dando tiros nas portas das casas para intimidá-las.

A prisão ocorreu em cumprimento de mandado de prisão temporária, expedido pela juíza da cidade, Renata Malafaia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *