ÁUDIO:Programa Canal 96 e detalhedanoticia.com.br entrevistaram agente do COP que comandou condução de acusados de tentativa de homicídio no presídio do agreste

Foi mais uma matéria especial produzida pelo radialista Mitchel Torquato (apresentador do programa Canal 96) e correspondente do portal detalhedanoticia.com.br, que acompanhou com exclusividade toda a ação do COP (Comando de Operações Penitenciárias), que na noite da última segunda-feira (11) informou detalhes de procedimento adotado contra três detentos do presídio do agreste, que cometeram uma agressão que por pouco não acaba em morte dentro do presídio de segurança máxima.

Segundo informações colhidas na Central de Policia de Arapiraca, no exato momento em que os detentos chegaram para serem ouvidos, um agente do COP, que esteve á frente do condução dos detentos, ocorreu um tumulto que foi notado por funcionários da empresa Reviver, que administra o presídio, sendo que a confusão teria ocorrido quando ocorria o tradicional banho de sol.

Ocorreu uma confusão e foi notado o espancamento de um detento,sendo que a agressão teria ocorrido ainda pela manhã, e tudo foi registrado por câmeras de segurança do presídio, o que fez com que todos fossem identificados.

Ainda segundo o agente que falou em entrevista, o COP foi então acionado e logo em seguida os mesmo chegaram ali e notaram o detento José Denis de Mendonça, Vulgo Denis, estava apresentado pancada na cabeça.

A situação foi controlada e logo em seguida os agentes detiveram os detentos identificados como Carlos Eduardo Farias, 35 anos, conhecido como DU, Paulo Fernando Lopes, Vulgo Nando, e ainda Reni Alves da Silva, 26 anos, Vulgo cabeção da Mangabeira, e estes foram conduzidos até a Central de Policia de Arapiraca, onde foram ouvidos e autuados.

O agente também informou que nenhum tipo de material foi encontrado no local e que a agressão ocorreu a base de chutes e socos, sendo que a vítima teve a cabeça empurrada várias vezes contra grades de celas. Devido a isso, veio então a lesão mais grave na cabeça, o que fez com que o detento espancado, tivesse que ser internado na UTI, onde recebeu o atendimento necessário.

O detento agredido segue internado, e os agressores responderão por mais esse delito. Breve aqui mais informações e tudo sobre a vida pregressa de cada um. Ouça abaixo o áudio da entrevista completa, feita com agente do COP falando ao radialista Mitchel Torquato, no programa Canal 96.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *