Polícia identifica suspeitos de matar jovem espancado por guardas municipais em Branquinha

A Polícia Civil identificou envolvidos na morte de Wanderson Alves da Silva, jovem que foi agredido por guardas municipais, em Branquinha. Os nomes dos suspeitos ainda não podem ser revelados, mas as investigações apontam até agora para mais um caso que tem como motivação o tráfico de drogas.

“Identificados já estão, mas ainda vamos representar por medidas cautelares. Elementos para isso nós temos”, afirma o delegado Sidney Tenório, quando questionado se haverá pedido de prisão.

Até agora, a equipe da delegacia de Branquinha, acredita que o assassinato teria a participação de três maiores e dois menores, que seriam ligados à facção criminosa.

Os guardas municipais Carlos Roberto da Silva, 29 anos, e Jaelson Ferreira da Silva, 25, flagrados em vídeo agredindo Wanderson durante uma abordagem, em Branquinha, chegaram a ser considerados suspeitos do crime. Com o andamento das investigações, houve reviravolta do caso.

A Justiça alagoana determinou a soltura de Jaelson e Carlos, com decisão proferida pela juíza Emanuela Porangaba. Eles vão responder – em liberdade – por lesão corporal, abuso de autoridade, porte ilegal de arma e fraude processual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *