Júri condena um dos réus pelo homicídio de ex-vice-prefeito de Pilar

O Tribunal do Júri da 8ª Vara Criminal da Capital condenou apenas o réu Givanildo José da Silva pelo homicídio contra Gilberto Pereira Alves (ex-vice-prefeito de Pilar, conhecido como Beto Campanha), em julgamento concluído na noite de ontem, quinta-feira (14).

Os réus Alex Costa Farias de Melo e Josué Teixeira da Silva foram absolvidos quanto ao assassinato do ex-vice-prefeito.

Quanto à segunda vítima do crime, José Cícero dos Santos Chagas, que sofreu tentativa de homicídio, apenas o réu Alex Costa foi condenado.

O juiz John Silas da Silva estabeleceu a pena do réu Givanildo José da Silva em 24 anos e 6 meses de reclusão. A pena do réu Alex Costa foi de 16 anos e 4 meses de reclusão.

Relembre o caso
Beto Campanha foi morto em janeiro de 2007, no Tabuleiro dos Martins, em Maceió, na época ele era cotado para disputar a Prefeitura de Pilar, que já a época tinha vocação promissora por conta dos royalties que seriam pagos mensalmente pela Petrobras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *