Após depredação, Câmara de Vereadores de Maceió suspende sessões desta semana

Após a depredação da Câmara de Vereadores durante um protesto de servidores da Prefeitura de Maceió, na tarde desta terça-feira (9), o Legislativo Municipal resolveu suspender todas as sessões ordinárias marcadas para esta semana.

Os servidores fizeram uma greve geral nesta terça para protestar contra um Projeto de Lei do Executivo que prevê economia de R$ 12 milhões nos gastos públicos. O problema é que a categoria afirma que vai perder direitos com as mudanças propostas e cobra que os vereadores barrem o PL.

Desde que as manifestações começaram, há pouco mais de uma semana, a Prefeitura de Maceió tem reiterado que o PL busca adequar a legislação municipal que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Salários à atual realidade financeira, contábil e orçamentária do Município.

Para pressionar o Legislativo a barrá-lo, integrantes de diversas categorias foram para a frente da Câmara nesta tarde, mas o protesto virou uma manifestação violenta. Todas as portas de vidro que dão acesso ao prédio foram quebradas a pedradas.

A Polícia Militar foi acionada. Testemunhas contam que uma bomba de efeito moral foi lançada e foram disparados tiros de bala de borracha.

A reportagem entrou em contato com a PM às 17h30 e aguarda um posicionamento sobre a atuação dos militares no episódio da Câmara.

Por causa da confusão, a sessão plenária desta tarde que havia acabado de ser aberta, teve que ser suspensa, e depois foi tomada a decisão de suspender as demais que aconteceriam nos próximos dias. Uma reunião foi marcada para a tarde de quarta (10), às 16h.

Sobre a depredação do prédio, a Câmara informou em nota que está fazendo o levantamento dos danos para decidir quais medidas serão tomadas. Confira a nota na íntegra abaixo:

Diante dos fatos ocorridos na tarde desta terça-feira (9), quando servidores públicos municipais invadiram a Câmara Municipal de Maceió e o Plenário da Casa, provocando quebradeira generalizada, o presidente do Legislativo, vereador Kelmann Vieira (PSDB), decidiu suspender as atividades parlamentares pelo restante desta semana.

Apesar de lamentar o vandalismo ocorrido nas dependências da Casa, Kelmann Vieira e toda Mesa Diretora afirmam que seguem abertos ao diálogo para cumprir o papel de intermediar um acordo entre o funcionalismo e o Executivo.

Tanto que os vereadores recebem, mais uma vez, os líderes sindicais para uma nova reunião nesta quarta-feira (10), a partir das 16h, na sede da Câmara em Jaraguá. O presidente também informa que determinou o levantamento dos danos causados ao patrimônio público para que sejam adotadas todas as medidas cabíveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *