IML constata que mulher encontrada morta em Arapiraca teve morte clínica;órgão não constatou o envenenamento

A morte dela ocorreu na própria residência, onde próximo ao corpo foi encontrado um recipiente com produto, que a família acreditava que ela havia ingerido. O esposo dela, em entrevista ao programa Canal 96, explicou que havia saído de casa para resolver algumas questões, e quando voltou, encontro a mulher já morta.

O laudo foi divulgado na tarde dessa quinta-feira (11). A mulher foi encontrada morta na quarta-feira (10) pelo filho.

De acordo com o IML, a causa da morte é clínica. Caso a família tenha interesse em saber mais detalhes, deve solicitar que o corpo seja levado para Maceió, pois só lá existe o Serviço de Verificação de Óbito.

Em 99% das situações, os parentes não pedem e o corpo é liberado para sepultamento. De acordo com informações de conhecidos, Sebastiana tomava remédios controlados e o fato de querer morar com a sua irmã em uma outra cidade do interior alagoano estaria lhe incomodando.

IML Arapiraca atesta que mulher não ingeriu veneno; laudo confirma morte clínica
Sebastiana tomava remédios controlados e o fato de querer morar com a sua irmã em outra cidade estaria lhe incomodando

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *