Áudio Exclusivo:Delegacia de Homicídios de Arapiraca descobre que rapaz que matou idoso a facadas no mês passado,cometeu homicídio também em 2018;Ouça parente agradecendo a ação do delegado e investigadores

O suspeito de assassinar o idoso Antônio Barbosa da Silva, 64 anos, se entregou à polícia na manhã da última segunda-feira (28). Ele foi identificado como Jéferson Nunes da Silva, 22 anos.

Antônio Barbosa possuía um pequeno estabelecimento, onde vendia doces, pipoca e bebidas, além de possuir uma sinuca. Ele foi encontrado morto, com golpes de arma branca, por um cliente que chegou ao local para comprar cigarros.

Populares viram um homem saindo correndo da residência da com uma camisa amarrada no rosto, de calça jeans, de boné e com uma espingarda calibre 12 , mas Antonio foi morto a facadas.

Na segunda-feira, Jéferson Nunes foi até a delegacia e assumiu a autoria do crime. Ele afirma que chegou ao local, já um pouco embriagado, para comprar bebidas. Autor e vítima começaram a beber, e iniciaram uma discussão devido a uma dívida que Jéferson tinha com Antônio, houve luta corporal. Segundo o autor, Antônio pegou uma faca para  assassina-lo, momento em que ele reagiu, pegou a faca e assassinou o idoso.

A descoberta so segundo homicídio cometido por Jeferson-

A Delegacia de Homicídios de Arapiraca (que tem á frente o delegado Everton Gonçalves) e que conta com uma equipe de investigação muito atuante, com o apoio sempre importante do delegado Mário Jorge , GPJ-3, esteve trabalhando para a conclusão do inquérito e conversou com Jéferson Nunes, e ai é que veio o fato novo, é que a mesma delegacia, estava investigando um homicídio ocorrido em Abril de 2018, no bairro Zélia Barbosa Rocha, em Arapiraca, e acabou através de um belo trabalho de investigação, descobrindo que Jéferson Nunes, teria sido o autor desse segundo homicídio, onde a vítima foi Valmir Bento da Silva, que tinha 44 anos, e que foi morto a pedradas, sendo encontrado com uma enorme pedra sobre a cabeça, em um assentamento sem terra.

A equipe de investigação, que em nenhum momento desistiu do caso, conseguiu provas e o próprio Jéferson acabou confessando o crime.

Relembre abaixo o assassinato do Valmir no Zélia Barbosa em 2018.

Um caso de homicídio foi registrado na manhã desta segunda-feira (23) em um terreno invadido por um movimento de sem terras,no bairro Zélia Barbosa,em Arapiraca. O crime foi constatado após informações de populares que foram passadas para a polícia.

No local do fato, a reportagem do detalhedanoticia, através do radialista  Mitchel Torquato,que também falou ao vivo do local pela rádio 96 FM,a vítima foi identificada como Valmir Bento da Silva,44 anos, que morava na Rua Expedicionários Brasileiros, também em Arapiraca.

No local do ocorrido foi encontrado depósito de plástico com colheres e também garrafa. O corpo de Vamir estava com grande pedra em cima da cabeça, sendo que o corpo também apresentava marcas de pedradas. Ainda no local do crime, ninguém soube informar para a polícia nada que pudesse ajudar  na identificação de criminosos.

A nossa reportagem conversou com um parente da vítima, que confirmou que Valmir havia mantido contato com a filha na noite anterior, dizendo que já estava indo para casa, mas infelizmente, Valmir foi encontrado morto na manhã desta segunda.

Após a confirmação dessa descoberta, a nossa reportagem então chegou a conversar com um parente de Valmir, que relatou que a família de Valmir estava quase sem esperança, mas que com a prisão do acusado, o sentimento é de gratidão, já que com a elucidação do caso, a família fica um pouco mais aliviada. O agradecimento feito pelo parente foi registrado em entrevista.

Ouça abaixo a entrevista exclusiva de parente de Valmir, falando sobre o caso e agradecendo ao trabalho da Delegacia de Homicídios de Arapiraca. A entrevista foi concedida ao programa Canal 96, apresentado pelo radialista Mitchel Torquato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *