Travesti é vítima de assassinato a golpes de arma branca em festa no interior; suspeitos foram detidos

Uma travesti foi morta a facadas na madrugada desta quarta-feira (30), em São José da Laje, na Zona da Mata de Alagoas. Três homens foram presos, um menor foi apreendido e outro homem, que também participou do crime, não foi encontrado.

De acordo com informações colhidas pela Polícia Civil da cidade, o nome de registro da vítima era Fabrício Alves da Silva, conhecido como Fabinho.

A investigação apontou que ela estava em uma festa com os suspeitos, quando em um determinado momento eles roubaram cerca de R$ 300 da vítima. Ela reagiu e acabou sendo esfaqueada no pescoço e nas costelas.

O delegado da Delegacia de São José da Laje e Ibateguara, Edberg Oliveira, informou à reportagem que, logo depois de roubarem a vítima, um homem e o menor tinham ido embora e os outros três suspeitos ficaram no local da festa. A vítima percebeu o furto, identificou os suspeitos e foi tirar satisfação.

“Os dois suspeitos que roubaram a vítima tinham ido embora e os três homens ficaram. Eles tiveram um desentendimento com a vítima e a mataram. Depois ocultaram o cadáver dela em uma área de mata”, disse o delegado.

A polícia informou que o assassinato não teve relação com transfobia porque o objetivo dos suspeitos era roubar a vítima.

O corpo da travesti foi encontrado nesta manhã por moradores da região, que acionaram a polícia.

Os Institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML) foram acionados para fazer a perícia e recolher o corpo.

Os três suspeitos foram levados para o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) da cidade, onde os três adultos foram autuados pelo crime de furto, homicídio e ocultação de cadáver. O menor apreendido vai responder por furto e será liberado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *