VÍDEO: Após polícia iniciar investigação em torno de assassinato de mulher em Delmiro Gouveia e identificar suspeitos, filho da vítima fala ao detalhedanoticia

O corpo de uma mulher foi encontrado esquartejado na manhã deste domingo (4), no Conjunto Habitacional Sônia Coco, conhecido popularmente como “369 casas”, no bairro Carabeirinhas, em Delmiro Gouveia, município do Sertão de Alagoas.

Segundo informações policias, familiares identificaram o corpo e afirmam ser de Maria Flávia Campos, 42 anos, que estava desaparecida desde a última sexta-feira (2).

Ainda segundo familiares, Maria Flávia teria sido levada por dois homens, não identificados, após ter sido acusada do furto de um celular. A Polícia Civil investiga o crime para apurar a real motivação e a autoria.

O corpo foi encontrado por populares, por trás de uma creche. A autoria do crime

As Polícias Militar e Civil, o Instituto de Criminalística (IC) e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados para realizar os procedimentos cabíveis

INVESTIGAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE SUSPEITOS

O delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti, titular da Delegacia Regional de Delmiro Gouveia, informou por meio das redes sociais que já identificou os três homens acusados de participar do brutal assassinato de Maria Flávia Campos, de 42 anos, conhecida como Babalu, cujo corpo foi encontrado esquartejado na manhã deste domingo (4), em cova rasa no Conjunto Habitacional Sonia Coco, periferia da cidade.

De acordo com Cavalcanti, o crime ocorreu na última sexta-feira da Paixão e teria sido motivado por motivo fútil, o furto do celular de um dos assassinos. Babalu foi chamada para beber na companhia dos acusados e teria sido morta na localidade conhecida como Campo da Aviação.

A polícia não descarta a possibilidade da vítima ainda ter sido vítima de violência sexual, uma vez que suas roupas foram encontradas a 20 metros do local do crime. Após o assassinato, a mulher teve o corpo esquartejado, parcialmente queimado e enterrado em cova rasa.

O delegado afirmou que os suspeitos são considerados de alta periculosidade, inclusive, com um deles recém-saído do sistema prisional de Alagoas e possuem idades entre 25 e 44 anos. O delegado antecipou que irá representar pela prisão preventiva do trio e que irá prendê-los. Veja abaixo a entrevista de filho de vítima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *