Áudio: Delegado da DHA fala ao detalhedanoticia e confirma que mulher que matou o namorado queria 2 reais para comprar cerveja; acusada foi presa em uma ação do Pelopes com a Delegacia de Homicídios

Uma ação integrada entre os agentes da Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA) e policiais militares do 3º BPM, resultou na prisão,  em menos de 24 horas, de uma mulher de 27 anos acusada do assassinato de Antônio de Jesus Silva, 52 anos, ocorrido nesta segunda-feira (20), na Rua Graciliano Ramos no bairro Manoel Teles no município de Arapiraca/AL.

A ação policial foi coordenada pelo delegado Filipe Caldas, e de acordo com as informações, o crime teria ocorrido após um desentendimento entre a vítima e uma moradora de rua da região. O homem teria negado 2 reais para que ela comprasse cerveja.

Ainda segundo as informações policiais, ela teria pego uma faca que estava na cintura da vítima. O homem foi atingido por golpes no tórax e pescoço. Depois de praticar o crime, a mulher jogou a faca em um terreno baldio e fugiu do local, tomando destino ignorado. A suspeita é conhecida na região e seria usuária de drogas.

A acusada foi conduzida para a DHA, sendo autuada em flagrante delito, quando ao término do procedimento, ela será recolhido na 4° Delegacia Regional de Arapiraca, ficando à disposição da Justiça.

Relembre-

Mais um crime brutal foi registrado em Arapiraca. Um homem foi morto a facadas por uma mulher na tarde desta segunda-feira (20), no bairro Manoel Teles.

Segundo informações apuradas no local, a mulher, conhecida como Rayane, encontrou a vítima próximo ao GBarbosa, eles se desentenderam e ela deu uma facada nele.

Criminosa e vítima entraram em uma luta corporal e ela deferiu os golpes de faca contra ele. Numa tentativa de se defender, a vítima chegou a tentar tirar a faca da mão da suspeita, mas ele já estava fraco devido os ferimentos e a perda de sangue.

A mulher jogou a faca em cima de uma casa e fugiu.
Testemunhas revelaram que ambos são usuários de drogas.

A Polícia Militar esteve no local para os procedimentos cabíveis. O IML e IC foram acionados para perícia e remoção do corpo. Ouça abaixo outros detalhes na entrevista ao detalhedanoticia, com o delegado Felipe Caldas. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *