Adolescente é apreendida após jogar corpo de recém nascida em um canavial

Adolescente de 17 anos é apreendida durante ação policial realizada nesta terça-feira (21). A menor é acusada de abandonar corpo da filha recém nascida em um canavial, como se fosse um simples saco de lixo. O caso aconteceu no município de Jundiá, no interior alagoano.

Segundo informações do capitão Oliveira, da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar, uma guarnição foi parada logo pela manhã, em uma das ruas do Centro da cidade, e informada sobre um cadáver que havia sido encontrado no canavial.

Populares informaram que, por volta das 6 horas da manhã, a jovem teria ido até o terreno jogar uma sacola, como se fosse lixo, instantes depois o corpo foi encontrado. Cães de rua teriam rasgado a mochila onde o cadáver foi colocado, deixando-o exposto.

Logo os policiais se dirigiram até o local, constataram o fato e, com informações de populares, realizaram buscas pela região até conseguir localizar a adolescente nas proximidades de uma escola, no conjunto Maria de Lourdes, também no município de Jundiá. Ela confessou que era mãe da bebê e foi apreendida.

Ainda de acordo com informações, a recém nascida foi encontrada com algumas partes do corpo mutiladas. Ao ser questionada pelos PMs, a adolescente relatou que o parto aconteceu dentro da própria casa e que a vítima teria caído no chão ao nascer, então a jovem resolveu deixar o corpo no terreno para não dar explicação aos pais, que desconheciam a gravidez.

O corpo da criança foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) e a jovem foi levada para o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), em Matriz do Camaragibe, para que os procedimentos cabíveis fossem realizados. O caso será investigado pela Polícia Civil (PC).