Deficiente é suspeito de assassinato em cidade do interior

A delegacia distrital de Campo Alegre, comandada pelo delegado José Ailton Cavalcante de Almeida, concluiu o inquérito instaurado para apurar o homicídio, ocorrido nas primeiras horas da manhã do dia 9 deste mês, após a festa de emancipação do município, acontecida na noite anterior. A vítima John Cleverton dos Santos Feitosa, de 24 anos, que residia no vizinho município de Arapiraca, e que foi à cidade apenas para participar das festividades.

Segundo os primeiros levantamentos, o autor do crime tinha se envolvido em uma discussão com um amigo da vítima e era pessoa bastante conhecida da cidade, inclusive já responde por outros crimes na Justiça.

Comentários na cidade indicaram que o acusado é uma pessoa temida e de influência, passando a policia a buscar confirmação das informações, já que o possível autor não tem um dos membros inferiores (perna) em virtude de um acidente e esta característica facilita sua identificação

Durante as investigações, diversas testemunhas foram ouvidas, uma vez que o crime ocorreu em local público e em plena luz do dia, inclusive na presença de outras pessoas.
Notou-se, no entanto, segundo os policiais que investigam o caso, que algumas testemunhas, apesar de imagens de câmeras de monitoramento comprovarem que estas presenciaram o fato e a fuga do autor, se negavam a afirmar tê-lo reconhecido.

Após serem identificadas pessoas que estavam com a vítima no momento do crime, uma delas chegou a citar na delegacia que “nunca tinha visto uma pessoa tão fria”, pois o acusado se aproximou da vítima em seu veiculo (também identificado) e atirou, saindo lentamente e passando pelas pessoas como se nada tivesse feito, evadindo-se do local.

Com a identificação do acusado, confirmou-se que ele, hoje, tem 50 anos de idade, foi proprietário de um bar, e que tem uma deficiência física (a perna direita amputada em um acidente), sendo expedido mandado de prisão pela juíza Larissa Lins Victor Lacerda, da Comarca de Campo Alegre.

O delegado José Ailton Cavalcante solicita que, se alguém tiver alguma informação sobre o paradeiro do acusado, informar através do disque-denúncia 181 ou entrar em contato com a delegacia de Campo Alegre (3375.1358)