Vídeo exclusivo: Veja entrevista de acusado de matar enteado de 5 anos em Lagoa da Canoa, falando ao detalhe da noticia sobre o crime, antes de ser preso

Na última quinta-feira (30/06), um homem de 25 anos de idade se apresentou à polícia, em Lagoa da Canoa, no Agreste de Alagoas, para confessar que matou o enteado de cinco anos de idade afogado em uma caixa d’Água. Vale lembrar que a descoberta do crime só ocorreu devido a um trabalho minucioso de investigação, que descobriu o crime em um curto espaço de tempo O crime aconteceu no último sábado (25).

Após a confissão, o homem teve que ser liberado do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) de Lagoa da Canoa, tendo em vista que não havia mandado de prisão contra ele, nem havia situação de flagrante.

Após confessar em depoimento, Iramir Ferreira dos Santos, não ficou preso porque já havia passado o prazo legal para sua prisão em flagrante Os primeiros relatos do padrasto, à época da morte da criança, foi de que o menino, identificado como Alonso Gabriel Rodrigues,5 anos, teria acordado logo cedo, aberto a porta de casa sozinho e entrado na caixa d’água que fica no chão da residência.

A investigação continuou e a Polícia Civil pediu a prisão preventiva de Iramir Santos, Enquanto isso, o padrasto permaneceu em liberdade. De acordo com os investigadores, Santos justificou que matou Alonso Gabriel Rodrigues, porque ele atrapalhava o seu relacionamento com a mãe do menino. A mulher não tem envolvimento com o crime, segundo a polícia.

“Iramir contou que a criança estava dormindo, ele pegou ela nos braços e levou até o quintal da residência, onde colocou a criança submersa até entrar em óbito”, disse Amauryvan Fagundes, chefe de operações do 57º Distrito Policial de Lagoa da Canoa, que tem a frente a delegada Maria Fernanda Porto. O crime foi cometido por volta das das 5h de sábado (25/06/2022). Na primeira versão que o padrasto contou à polícia, Alonso teria acordado pela manhã, aberto a porta e entrado sozinho na caixa d’água. Entretanto, ao ouvir a mãe do menino, os policiais notaram que os depoimentos eram contraditórios e que o padrasto não soube explicar como a criança teria conseguido abrir uma porta que tinha uma trava.

Outro detalhe que chamou a atenção foi a sandália que a criança sempre calçava quando saia da cama, pois o mesmo já tinha de costume não andar descalço, e naquela ocasião, a sandália estava no mesmo local perto da cama. Parecia ser um simples detalhe, se não fosse a investigação feita buscando pontos que foram dando início a linha de investigação, que apontava que o menino teria sido levado por alguém, e nesse caso, a primeira suspeita foi para o padrasto.

De acordo com a polícia, Iramir foi aconselhado pelo próprio pai a se apresentar no Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de Lagoa da Canoa acompanhado de um advogado. O padrasto foi ouvido na quinta e mudou sua versão, confessando o crime. O homem foi ouvido e naquele momento foi liberado.

Após as informações levantadas pela polícia, a prisão preventiva já foi pedida pela delegada Maria Fernanda Porto, titular do 57 DP, delegacia de Lagoa da Canoa, que através de um trabalho de investigação que desvendou o caso, aguardou somente a determinação pela prisão do acusado, para que o mesmo fosse preso.

Naquele dia,após ser liberado, o homem acusado na situação concordou em gravar uma entrevista exclusiva sobre o caso. Ele conversou com o radialista Mitchel Torquato , da 96 FM Arapiraca e do detalhe da noticia, e falou sobre o caso. Afirmou que está arrependido e confirmou aquilo que foi dito no segundo interrogatório . Ele afirmou que após matar a criança, já sentiu de imediato vontade de se entregar a polícia. O rapaz afirmou que amava o garotinho e que a criança não merecia o que ele fez. Afirmou ainda que se tivesse como voltar no tempo, preferia morrer afogado no lugar do menino. Certo que poderá ser preso muito em breve, ele disse ainda que independente de ser preso, vai carregar a culpa para sempre. Ele também contou em detalhes como cometeu o crime e disse que quando colocou o menino na caixa dágua a criança tentou se debater , mas ele acabou matando o menino.

Após a entrevista concedida ao  canal detalhe da noticia, onde o radialista Mitchel Torquato conversou com o acusado, o caso ganhou ainda mais repercussão, e graças ao empenho da equipe de investigação da delegacia de Lagoa da canoa, comandada pela delegada Maria Fernanda Porto, o mandado de prisão do homem acusado do crime acabou sendo expedido pela justiça, através da juiza Luana Cavalcante.

Segundo foi constatado e registrado com exclusividade pelo radialista Mitchel Torquato, o mandado foi cumprido na manhã do último sábado,2/07/2022,onde toda a ação da polícia foi acompanhada de perto pela nossa reportagem, que entrevisou a delegada, o chefe de operações e mais uma vez, conversou com o homem acusado no crime

“O mandado foi expedido pela juíza plantonista e nós demos cumprimento no fim da manhã. O suspeito já está na Central de Polícia de Arapiraca e fica à disposição da Justiça”, disse o chefe de operações do 57º Distrito Policial de Lagoa da Canoa, Amauryvan Fagundes.

Breve entrevistas com a delegada Maria Fernanda, com o chefe de operações e com o próprio preso no momento em que ele chegava a delegacia,para ser preso.

Relembre a entrevista EXCLUSIVA para o canal detalhe da noticia no youtube logo abaixo, onde o acusado falou falou detalhes do crime, antes de ser preso.( O HOMEM ACEITOU CONVERSAR SEM QUE TIVESSE IMAGEM DIVULGADA). BREVE UMA MATÉRIA COM MAIS UMA ENTREVISTA,SENDO QUE DESTA VEZ, O HMMEM FALANDO APÓS SUA PRISÃO